o rumo da vida.






















Ando a tentar perceber se é possível, dizes.me mas não tens a certeza e eu também nego sempre quando puxas pelo assunto ou quando passamos perto dessa pessoa, mas não sei, quando estou ao perto dessa pessoa, fico diferente, estou sempre à espera, que se  meta comigo, mas quando isso acontece não sei como reagir, fico esquisita e transmito coisas totalmente diferentes do que sinto.
Não sei como nem porquê, mas pareces.me diferente, de todos os outros, não tenho certezas de nada, mas será?   
será que não passa de uma amizade, se é que o possa dizer, quando olho para ti vejo uma pessoa (...) não sei explicar só mesmo estando lá.
Não vou criar esperanças, nem expectativas, não quero cair nesse erro, porque não me quero iludir por um rumo de vida ao qual vai ter um fim, mesmo sem antes de ter um inicio, vou deixar a minha vida seguir um rumo. sim, porque tudo tem um sentido, agora se esse é o meu ...
publicado por inesf às 16:03 | link do post | comentar